Atum-rabilho

Date: Thu, 1 Jul 2010 22:47:21 +0100

Viva!
Assinei a petição e desafio qualquer verdadeiro defensor do património natural a, não só assinar, como a insistir junto das autoridades responsáveis do nosso país que seja impedida a instalação no Alagarve de um Projecto de Interesse Nacional, vulgo P.I.N., que envolve a aqualqultura desta espécie.
Não há, ainda, meios de reproduzir o atum-rabilho em cativeiro, portanto, os meios de aquacultura existentes funcionam da seguinte forma: cardumes de juvenis são capturados em alto-mar e transportados em redes de cerco para plataformas de aquacultura na costa, onde são engordados com rações à base de farinhas de peixe. O resultado é uma espécie que, como já foi pescada até à exaustão, é capturada em idade infértil e impedida de se reproduzir para ser criada em cativeiro até ter o peso necessário para engordar as reservas estratégicas (o nome é mesmo este) de atum de países asiáticos que controlam os preços no mercado internacional. Um atum-rabilho adulto de 150 quilos pode valer mais de 30000€ no Japão!
Os peixes como a sardinha, cavala, peixe-rei e outros, são pescados em quantidades desproporcionais à procura para as fábricas de farinha, desgradando os stocks existentes, para alimentar o que se tornou em peixe só ao alcance de alguns!
Ser ecologista, para mim, não é impedir o desenvolvimento económico e lutar por ideais contraditórios à defesa dos nossos recursos naturais – isso é eco-fascismo! -, mas, defender o ambiente com argumentos válidos e, se possível, conciliar isso com os interesses gerais do colectivo. Por isso, devemos lutar, não só por uma reserva nas Baleares, mas, pela interdição durante, pelo menos, dez anos, da pesca do atum-rabilho no Mediterrâneo, costa portuguesa e marroquina! É o mínimo que podemos fazer para que os stocks de há trinta anos sejam repostos…
Cumprimentos!
António Gaito

http://www.greenpeace.org/international/en/campaigns/oceans/marine-reserves/roadmap-to-recovery/Save-the-bluefin-tuna-of-the-Mediterranean-/.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: