NASA: Histórico de temperaturas urbanas tem de ser revisto!

Date: Thu, 16 Dec 2010 01:29:56 +0000

Viva!

Não é mais um prego no caixão da maior fraude científica de sempre porque desde o Climategate que não há mais onde se consiga martelar…
Visto primeiro e em detalhe no http://wattsupwiththat.com/2010/12/14/image-the-urban-heat-islands-in-the-northeast/#more-29402 e já mencionado pelo http://ecotretas.blogspot.com/2010/12/ilhas-de-calor-urbano.html .

Explicado em miúdos:

  • já por várias vezes me referi ao efeito Ilha de Calor Urbano (UHI) que causa uma diferença de temperaturas significativa entre as cidades e os arredores;
  • as temperaturas à superfície começaram a ser medidas por termómetros e registadas há uns cento e cinquenta anos;
  • as cidades vêem a crescer desde sempre;
  • termómetros que antes estavam no campo ou nos arredores, hoje estão em sítios densamente urbanizados (por exemplo: Lisboa, Gago Coutinho);
  • é óbvio que os termómetros apanhados pela expansão urbana do Século XX passaram a registar temperaturas mais elevadas, tal como diferenças menores entre dia e noite.

As temperaturas médias globais baseadas em estações de superfície, compiladas pela UEA-CRU e pelo NASA-GISS, são calibradas (duvidosamente!) para compensar este efeito reduzindo cerca de 0,5C aos valores actuais, de modo a evitar que o histórico de anomalias desde 1850 reflicta o efeito UHI.

Embora os 0,5C já sejam um grande avanço, tendo em conta que na década de noventa um dos bispos da religião ecologista defendia que este efeito era «negligenciável» , cientistas do NASA-GISS apresentam agora análises baseadas em dados de satélite que mostram diferenças de temperatura superiores a 10C no centro das cidades.

Isto é mais do que qualquer pessoa com dois dedos de testa, que pense por si própria e não engula a ladainha evangelizante do “efeito-de-estufa que passou a ser aquecimento-global, mas, após dez anos de arrefecimento passou a chamar-se alterações-climáticas e agora, no descrédito, tapa-se o Sol com a peneira e chama-se, entre outras coisas, sustentabilidade energética“, podia imaginar!

Sigam os links acima para mais informação e, para esclarecer qualquer dúvida ou curiosidade sobre o tema, quaisquer dados relevantes para o tema estão listados em http://wattsupwiththat.com/resources/ .

Cumprimentos!
António Gaito

O texto acima foi escrito com o maior desprezo pelo Acordo Ortográfico.

António Lopes Pereira Gaito

Uma resposta to “NASA: Histórico de temperaturas urbanas tem de ser revisto!”

  1. Climate Wars – Abril de 2011 « Quarta República Says:

    […] Já esperava que em Portugal continental houvesse uma anomalia positiva em Abril, mas, +3,93C? Depois de um Março mais frio que a média utilizada (1971-2000), com uma anomalia de -0,45C? O meu alarme de “tretas” disparou, sobretudo pelos motivos apresentados aqui, aqui e aqui. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: