«A Tragédia do Euro»

Viva!

O B.C.E. aumentou a taxa de juros para 1,25%, numa tentativa fútil de controlar a inflação, mantendo ao mesmo tempo o dinheiro barato – sim, porque menos de 2,5% é dinheiro barato para prolongar a agonia do sistema de reserva fraccionária. Quando, antes do Euro, o Banco de Portugal tinha taxas de juros de 4 e 5%, as famílias pagavam os créditos à habitação e ainda chegavam ao fim do mês com dinheiro. Agora, 2,5% já é um fardo para as famílias – coitadas das famílias que só interessam quando servem para justificar desagrados da alta finança!

Comecei ontem a ler este livro, «The Tragedy of the Euro», e recomendo: bagus_tragedy_of_euro. Se não servir para explicar que foi o intervencionismo político – manipulado por pessoas em quem (à excepção de Sarkozy e Merkel) ninguém votou – e um sistema monetário “imaginativo” que nos meteram nesta crise, servirá, pelo menos, para lembrar que a Espanha está prestes a cair… E, para a salvar, Portugal e Grécia têm de ser abandonados.

Cumprimentos!

António Gaito

4 Respostas to “«A Tragédia do Euro»”

  1. Eduardo F. Says:

    Excelente leitura, já o tinha recomendado no meu sítio. Bagus escreveu também, muito recentemente, em co-autoria com David Howden, o título “Deep Freeze” sobre o colapso financeiro na Islândia, que recomendo igualmente. Aliás, para nós portugueses, particularmente neste momento, constituem, em conjunto, uma muito interessante chave de leitura da situação em que estamos e de como (não) sair dela.

  2. quartarepublica Says:

    Dois posts atrás, está a recomendação do “Deep Freeze”…

  3. «A Tragédia do Euro» – II « Quarta República Says:

    […] Não resisto, aproveitando a oportunidade, a deixar algumas passagens de um livro que já aqui recomendei, sobre a absurda e falsa moeda que utilizamos no nosso quotidiano …: […]

  4. Grécia à beira de sair do Euro! « Quarta República Says:

    […] só temos de os acompanhar, ou houvesse em Portugal gente com coragem para liderar o cortejo… A tragédia era previsível! Temos de abdicar de algo, resta decidir de […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: