Escalada de violência em Israel

AVISO: ESTAS IMAGENS SÃO CHOCANTES!

Elad Fogel, três anos, apunhalado duas vezes no coração enquanto dormia.

 

Uri Fogel e a filha Hadas, com três meses, com as gargantas cortadas enquanto dormiam.

 

Yoav Fogel, onze anos, assassinado enquanto lia na cama.

Viva!

Nos próximos dias, provavelmente, vamos ouvir condenações dos ataques israelitas às posições armadas palestinianas. A comunicação social mostrará vítimas árabes muçulmanas e toda a gente vai ter pena. A esquerda, racista e anti-semita por natureza, vai condenar esses demónios judeus. O mundo árabe e muçulmano e as tiranias de esquerda vão condenar fortemente o único Estado de Direito Democrático no Próximo Oriente.

Toda a gente vai censurar os ataques militares como este http://www.jpost.com/Defense/Article.aspx?id=213546 sem explicar como tudo começou. Não posso compactuar com este facciosismo e, se ninguém quer apontar o dedo aos protegidos da esquerda politicamente correcta, eu acuso: foi o massacre da família Fogel por um islamita que começou tudo!

A mãe Ruth, o pai Uri, a filha Hadas de três meses, o filho Elad de três anos e o filho Yoav de onze anos. Os cinco barbaramente esfaqueados, sem motivo, por um muçulmano. Gostava de ouvir algum dos indignados anti-semitas condenar este massacre!

Mas, tenho a certeza, vão condenar as represálias: em resposta a este acto inceitável, Israel anuncia que vai construir um complexo de 500 apartamentos num colonato; os islamitas que defendem o desparecimento de Israel e a morte de todos os judeus respondem com disparos de rockets sobre as cidades israelitas e fazem explodir um autocarro em hora-de-ponta; as Forças de Defesa de Israel retaliam com ataques a campos de treino de terroristas e túneis na fronteira com o Egipto, utilizados para introduzir armas em Gaza… E há-de continuar! E só havemos de ouvir condenações a Israel e declarações de solidariedade para com os responsáveis pela continuação do terror!

A minha solidariedade está incondicionalmente com o Estado de Israel e o povo judeu! Só posso desejar-lhes força e preseverança para, quem sabe um dia, terem paz…

Shalom!

António Gaito

Uma resposta to “Escalada de violência em Israel”

  1. Piers Morgan entrevista Benjamin Netanyahu « Quarta República Says:

    […] de Larry King, conversou com o primeiro-ministro israelita sobre as relações israelo-árabes, o massacre da família Fogel, a política de responder aos ataques com a construção de colonatos, as armas nucleares que […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: